18/06/2020 às 13:12:00

Câmara aprova projeto que isenta clubes de futebol de pagar dívida fiscal durante crise do coronavírus

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (17) projeto de lei que suspende o pagamento, por clubes e entidades esportivas, de parcelas do Programa de Modernização da Gestão e de responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (Profut).

   De acordo com o projeto, os pagamentos ficam suspensos enquanto durar o estado de calamidade pública decorrente da crise do coronavírus.

O texto segue agora para o Senado e, se aprovado sem alterações, vai para sanção do presidente Jair Bolsonaro.

   Instituído em 2015, o Profut permitiu o refinanciamento e parcelamento de dívidas fiscais por até 20 anos, com direito a descontos sobre juros, multas e encargos.

   Pelo programa, clubes e entidades esportivas parcelaram um montante superior a R$ 3,5 bilhões de dívidas com governo e obtiveram mais de R$ 510 milhões de "perdão fiscal". Em contrapartida, teriam de cumprir uma série de exigências, como criar um programa de austeridade fiscal e transparência.

Atualmente, cinco anos após a entrada em vigência do programa, 36 clubes e quatro federações devem um total de R$ 754,5 milhões à União pelo Profut. Os dados são do Ministério da Economia, obtidos pelo Globo Esporte, com por meio da Lei de Acesso à Informação.

   Segundo a lista, somente nove clubes não devem nenhuma parcela do programa ao governo – Atlético-MG, Ceará, Corinthians, Fortaleza, Goiás, Grêmio, São Paulo, Ponte Preta e XV de Novembro - RS  (os números foram atualizados até o mês de março).

   Em maio, o ministério já havia prorrogado em até cinco meses o prazo de pagamento das parcelas de maio, junho e julho do Profut.

   Se o projeto de lei for aprovado no Senado e sancionado por Bolsonaro, as parcelas ficam congeladas até o encerramento do período de calamidade pública no país. O valor será incluído no débito total com a cobrança de juros proporcionalmente ao atraso de cada parcela.

   Além do Profut, o relatório do deputado Marcelo Aro (PP-MG) trata de outros temas, entre os quais a permissão da realização de contratos pelo período mínimo de 30 dias (atualmente, pela Lei Pelé, o prazo mínimo para contratos é de 3 meses). A medida visa auxiliar principalmente os clubes do interior a finalizarem os campeonatos estaduais.

   Outra mudança é a alteração definitiva do artigo 9º do Estatuto do Torcedor, para permitir a mudança do regulamento de competições em decorrência de "surtos, epidemias e pandemias que possam comprometer a integridade física e o bem estar dos atletas".

   O texto do PL ainda adia em sete meses o prazo para clubes e entidades publicarem suas demonstrações financeiras de 2019.

   A proposta incluiu, ainda, um dispositivo para que os dirigentes de clubes que descumprirem regras de transparência financeira sejam punidos apenas após o trânsito em julgado de processos administrativos ou judiciais.

   Atualmente, a Lei Pelé não deixa claro se a punição precisa ou não aguardar o trânsito em julgado da ação.

› Compartilhe este Post
Leia Também

06/01/2022 às 15:35:00

São Leopoldo sediará torneio internacional de Tênis

   São Leopoldo sediará mais uma vez um evento esportivo de alcance internacional. Na quinta-feira, 6 de janeiro, o prefeito d...

CONTINUE LENDO

15/12/2021 às 16:47:00

LUIS FERNANDO FRACASSO É ELEITO PARA O CONSELHO DELIBERATIVO DA ACEG (ASSOCIAÇÃO DOS CRONISTAS ESPORTIVOS GAÚCHOS)

O radialista Luís Fernando Fracasso da Rádio + Independência fará parte do Conselho Deliberativo da Associaçã...

CONTINUE LENDO

14/12/2021 às 15:04:00

NOVO HAMBURGO DISPENSA O TÉCNICO EDINHO ROSA

  Com 70% de aproveitamento na Copa FGF, a direção do Esporte Clube Novo Hamburgo decidiu demitir o técnico Edinho Rosa. ...

CONTINUE LENDO

01/12/2021 às 18:17:00

Prefeito em exercício recebe representantes da Liga Leopoldense de Futebol Amador

O prefeito em exercício, Ary Moura, recebeu na quarta-feira, 1º dezembro, a presidenta da Liga Feminina de Futsal e da Liga Leopoldense de...

CONTINUE LENDO

17/11/2021 às 09:08:00

Atletas Leopoldenses conquistam mais de 20 medalhas de ouro no campeonato Gaúcho de Canoagem

Os atletas da Associação Leopoldense de Ecologia e Canoagem (Aleca) e projeto Canoagem da Escola representaram São Leopoldo no Ca...

CONTINUE LENDO

Receba Novidades


teste
Top